Por parte da noiva: 


 

carol

Carol Braga

Para mim, Carol é sinônimo de Xuxa e Pelé, Claudinho e Buchecha. Desde a faculdade para a vida, a amizade cruzou oceanos, desbravou horizontes –literalmente. E naturalmente o que era apenas uma relação temporária se tornou eterna. Sem grandes mistérios. Por mais diferentes que as duas almas pudessem ser, ambas ecoam as mesmas vibrações. Simples, muito além do óbvio.

natassia

Natássia

Por fora, uma fortaleza em pessoa. Foi essa a faceta da Natássia que me despertou um olhar de estranhamento. Demorou, mas aos poucos, percebemos que nossa cumplicidade ia além de sermos loucas e noveleiras. Quando notamos já era tarde demais para voltar atrás. E sem querer, duas pessoas tão diferentes e ao mesmo tempo tão parecidas haviam se tornado grandes amigas.

azul

Azul

Difícil escrever, falar ou gesticular – quem me conhece sabe que a Globo está me perdendo como atriz! – algo sobre o Azul. Tudo o que eu fale é muito pouco perto do que ele representa na minha vida. Não mede esforços para agradar quem o cerca, não pensa duas vezes em ajudar quem merece….Descrever alguém indescritível é tarefa árdua – até para uma escritora, acredite. Por isso, eu resumo o Azul em duas palavras: amor incondicional.

joanaluz

Joana Luz

Joana, como eu. Um N a menos, tudo bem, e eu diria, que basicamente é apenas isso o que nos difere. Extraordinárias, foi assim que o estatuto da EJ nos definiu outrora. Com um coração maior do que o mundo e altruísta por natureza, é capaz de mover montanhas com suas próprias mãos para fazer o bem aos outros . A verdadeira luz em meio à escuridão que enfrentamos diariamente….

caldas

Caldas

Amor à primeira vista. Alma gêmea. Metade da minha laranja. Não há como definir alguém tão incrível como o Caldas. Um amigo 24/7. Entre tantos desencontros da vida, tive a felicidade de cruzar o caminho de alguém que me lembra constantemente minha essência e me faz querer ser mais. Nem só de piada interna se sustenta uma amizade que transcende fronteiras – físicas ou não – e que me faz querer acordar no dia seguinte querendo ser mais.

padrinholf

Padrinho

Ele já é padrinho antes mesmo de o ser. Antes de ser Luiz Felipe ou Biba, ele é O padrinho. Meu e da torcida do Flamengo. Por mais que eu tente negar, foi justamente por causa desse coração gigante que ele agora efetivamente se tornará MEU padrinho de casamento. Temos um mundo de momentos desde que nos conhecemos e tenho certeza de que sem os estímulos dele não teria tido a coragem para me jogar em metade das minhas loucuras!

mariana

Mari Freire

Poderia passar horas falando sobre a Mariana e ainda assim não esgotaria a paciência (ou curiosidade) de ninguém. Com tantas idiossincrasias, das maluquices que sobreviveram ao tempo e a distância à amizade adulta e sóbria que juntas construímos, ela nem desconfia que é meu espelho.De quem eu fui, de quem eu sou e de quem eu quero me tornar.

fernandinha

Fernandinha

Foi com a Fernandinha que vivi os grandes momentos inesquecíveis da minha vida. Desbravamos em dupla um vasto caminho chamado adolescência da melhor forma possível. Cúmplices de histórias que perfazem trajetórias bastante comprometedoras envolvendo pastas de computador e locais de votação, foi nela que encontrei minha paz e calmaria. Sempre com uma palavra de consolo e um abraço verdadeiro, a Ferna foi, é e eternamente será a mascote da turma.

bibi

Bibi

Amiga desde a época de adolescência, a Fabiana sempre foi a razão (e nem tanta sensibilidade) do nosso grupo. Hoje temos um laço de irmandade inquebrável, capaz de superar variáveis tão complexas do cotidiano, aquelas que a gente aprende na física, como o tempo e a distância. Como porto-seguro, ela me proporcionou risadas sem tamanho, racionalidade na medida certa, pé no chão e sempre um olho no futuro.

elisa

Elisa Canário

Parece simples definir alguém de alma tão leve como a Elisa. Descomplicada, doa um pedaço dela em tudo o que faz – de corpo e alma. Todas as vezes que nos encontramos, religiosamente, como uma espécie de sessão de terapia, a sensação é a mesma: brindamos à vida e juntas desbravamos quem somos em busca do auto-conhecimento. Em uma data tão importante, seria incoerente deixá-la de fora como mera espectadora!


 Por parte do noivo: 


miladuda

Mila e Duda

Foram as primeiras pessoas a perceber que tinha alguma coisa rolando entre nós. Primeiro, em Lisboa, depois, em Londres, aos poucos se tornaram mais do que família de sangue – família de coração. Nossos maiores exemplos de conduta à dois, Mila e Duda se fizeram presentes ao longo dos anos e nos contemplaram com a benção de ter duas crianças apaixonantes por perto.

joao-e-monalisa1-400x600

Monalisa e João

A gente vive dizendo que Portugal foi um divisor de águas em nossas vidas. Não por acaso que escolhemos dois personagens que sempre estiveram presentes para se tornarem testemunhas oficiais deste compromisso. Foram alguns anos e fases, e nossos afilhados agora serão também nossos padrinhos. Não poderia ser diferente!

piao

Peão

Apesar da distância, Ricardo Filho, mais conhecido como Peão, é daqueles amigos que se confudem com a nossa história. Amigo desde tenra infância, sua família sempre me abraçou como um filho e eu como seu irmão. Ricardo, Regina, Dandan, Juliana e Peão, obrigado por tudo.

bernardo

Bernardo

Grande Barbosinha! Sou um felizardo por tê-lo em minha vida. Quantas noites em claro passamos juntos. Conversas, pensamentos, debates, discussões, jogatinas… ninguém é capaz de me entender melhor do que ele.

mauricio

Maurício

A alma mais velha que conheço. Mauriçola, assim como eu, não pertence a esse tempo moderno e caótico. Graças a ele, saí da infância e aceitei a vida como ela é. Serei eternamente grato pelos puxões de orelha.

rossi

Rossi

Aquele que me ensinou o prazer da música; vivênciou o meu primeiro porre; abriu as portas de casa quando eu mais precisava. Não há palavras para descrevê-lo. Envelheceremos juntos, com toda certeza.

renatasa

Quantas fases da vida não passamos juntos: jiu-jitsu/balé; CSA; rancho. A presença dela deixa sempre o ambiente mais divertido. Posso dizer, com toda certeza, que ela é a irmã que eu gostaria de ter tido. Obrigado, maninha.

sebastiao

Sebas

“Então, (Bra)- zuca mais querido!”. É assim que o ‘alfacinha’ mais gente boa das 7 colinas começa a sua prosa. Apesar de suas inclinações bloquistas (kkk), Sebas me conquistou com sua honestidade intelectual e amorosidade. Obrigado por abrir as portas de Lisboa.